Lute Como Uma Mãe

May 09, 05:39 PM

O Ih, Rita! comemora a dia das mães conversando com mulheres que se transformaram internamente e profundamente com o nascimento dos seus filhos. Ao perceberem que se tornaram responsáveis por uma vida, essas mulheres decidiram agir para mudar o mundo onde vivem. Siga a thread:

Minha primeira entrevistada é a jornalista Andrea Werner, mãe do Theo, 11, um menino autista não verbal. Andrea é uma das maiores ativistas na luta por direitos das crianças com necessidades especiais. Atualmente ela está numa cruzada contra charlatões que vendem "a cura do autismo" pela internet - bom lembrar que o autismo não tem cura.

Também falo com a Doutora em Ciências Sociais e professora da ESPM, Tatiana Amêndola Sanches. Ela é mãe da Alice e fala sobre o papel das mulheres-mães nos últimos séculos - e como nos julgam independentemente da nossas escolhas - não ser mãe é uma delas. 

Encerro a conversa com a co-deputada da Bancada Ativista, Anne Rammi, mãe do Joaquim, Tomás e Iolanda. Ela entrou para a política depois de perceber como as mulheres-mães são vítimas de violência desde o momento do parto. Mas esse espaço político é mais um lugar onde tentam nos desqualificar. "É o efeito 'mãezinha'", explica, que nada mais é do que um discurso que tenta nos diminuir e desmerecer. 

Anne também está a frente do coletivo "Política é mãe", que está promovendo uma petição para a revogação do decreto das armas do presidente Bolsonaro. "Queremos nossos filhos vivos", diz. 

O episódio 09 do Ih, Rita! "Lute como uma mãe!" já está no ar em todas as plataformas. 

Dúvida, sugestão ou crítica? ihritapodcast@gmail.com 
Siga-me nas redes sociais: Twitter: http://twitter.com/ritalisauskas Facebook: http://facebook.com/ritalisauskas1