Cabelo não é moda. É resistência!

Mar 04, 10:21 PM
O padrão de beleza que vemos na TV, revistas, passarelas e internet se baseia em uma história na qual a cor da pele esteve diretamente ligada à ascensão social. 

Com muita luta, mulheres e homens estão cada vez mais aceitando seus cabelos crespos e cacheados.

E sim, precisou e precisa de muita luta porque este tipo de cabelo representa a aceitação e o reconhecimento da negritude tão velada pela sociedade. 

Por isso o cabelo crespo não é moda. É um ato político, é resistência. 

Neste episódio converso com a cabeleireira Fabiana Lourenço e a Dani Scopin, animadora cultural, técnica de referência em diversidade cultural e pesquisadora independente em temáticas relacionadas a gênero, raça e classe.
Se tem cabelos crespos, cacheados ou até mesmo liso, chegue mais que a conversa está cheinha de conteúdo pra você!