Fact–checking ou checagem de fatos vocês já ouviram falar?

Aug 19, 2020, 07:11 PM
Olá sejam todos muito bem-vindos ao DM CAST o canal de podcast do De Moraes Advocacia. Eu sou Ana Paula de Moraes, advogada de direito digital, responsável pelo conteúdo deste canal e no episódio de hoje convido você caro ouvinte para conversarmos sobre: ​​fato - verificar ou checagem de fatos já ouviram falar? 

O fact-checking que traduzido para o português significa checagem de fatos ou verificação de dados é muito utilizado no meio jornalístico, pois refere-se ao trabalho do profissional jornalista de confirmar e comprovar fatos e dados usados ​​em discursos (sobretudo políticos) nos meios de comunicação e outras publicações. Seu propósito é detectar erros, imprecisões e mentiras. O fact-cheking é muito utilizado em especial no jornalismo investigativo.

É bom sabermos que o fact-checking já existe desde o início do jornalismo, ea partir da primeira década do século XXI, emergiram meios que se dedicam exclusivamente à verificação de fatos, sobretudo na Internet. 

Na imprensa escrita, desde o século XX é comum que haja jornalistas dedicados exclusivamente à verificação de dados. Pois, assim, a função-se o risco de separação de áreas com conteúdos específicos não depende à realidade. 

A origem do fenômeno atual da verificação de fatos na web originou-se na imprensa anglo-saxã, tendo adquirido popularidade quando o site sem fins lucrativos Factcheck.org em 2003 é considerado nos Estados Unidos. Após o site Factcheck.org muitos outros surgiram, por exemplo, do PolitiFact (do St. Petersburg Times) e do The Fact Checker (do Washington Post), no ano 2007. 

Outros países também seguiram nesta direção de checagem dos fatos, diferentes meios online, por exemplo, do Reino Unido que possui o Channel 4 Fact Check e Full Fact), e na Argentina, a principal referência de checagem de fatos é o Chequeado, fundado em 2010.                                                           

O Brasil, também adota o trabalho de verificação de fatos, e os seus principais sites de verificação de fatos são a Agência Lupa, o Truco (da agência pública) e Aos Fatos. 

Com a popularização de notícias falsas na internet, o hábito de verificar as notícias passou a ser hábito também para os leitores. 

Pesquisa realizada em 2017 revelou que 76% das pessoas em países como Brasil, França, EUA e Reino Unido checavam a veracidade da notícia que anteriorizada ao conferir outras fontes. A confiança nas notícias é, em geral, maior para meios de comunicação mais tradicionais, como revistas especializadas, canais de notícia 24h e radiojornalismo. 

Desta forma o checagem de fatos é uma checagem de fatos, ou seja, um confronto de histórias com dados, pesquisas e registros. 

Assim, por exemplo, um político jura que nunca foi acusado de corrupção, há registros judiciais que noestar se é a verdade. O governo diz que a ciência diminuiu, é preciso checar os índices se isso realmente ocorreu. E se uma corrente diz que há um projeto de lei para cancelar, é preciso conferir nas propostas em tramitação se essa informação é real. 

O fact-checking é uma forma de qualificar o debate público por meio da apuração jornalística. De checar qual é o grau de verdade das informações. Com isso, qualifica-se o debate público e aprimora-se uma democracia. 

Por isso, concluímos o nosso podcast de hoje lembrando a você que antes de publicar ou compartilhar uma notícia, faça o fact-cheking; check se o conteúdo que você vai publicar ou compartilhar é verídico pois assim, você contribui para a diminuição da disseminação de notícias falsas. 

Bem por hoje é só; espero que tenham gostado e até a próxima.